sexta-feira, 20 de março de 2015

HISTORIA DO HINARIO PRESBITERIANO

           
               HISTORIA DO HINARIO PRESBITERIANO

Até a chegada do NOVO CÂNTICO (sem música), o hinário usado pela Igreja Presbiteriana do Brasil era o "Salmos e Hinos". Mas, por julgarem-no passível de correções, sob o aspecto linguístico e doutrinário, há mais de cinco décadas o Supremo Concílio determinou a criação de um hinário que melhor servisse à IPB e outras igrejas de denominações irmãs.

A comissão designada pelo Supremo Concílio para a elaboração do hinário tinha como relator o Rev. Jerônimo Gueiros que, depois de alguns anos, declarando insatisfatório o trabalho da comissão, resolveu publicar um hinário provisório, com hinos de sua autoria, do Rev. Antônio Almeida e de outros autores, para uso das igrejas do Norte e Nordeste. No prefácio da 3a edição desse hinário, em setembro de 1942, ele diz o seguinte:


Está esgotada a 2a edição do Novo Hinário, preparado pela comissão da Igreja Presbiteriana da qual fomos relator. Esse hinário, em preparação, ainda está muito longe de ser concluído. Dos 220 hinos do Novo Hinário (2a edição), preparado pela comissão do Supremo Concílio, só 15 foram aproveitados.

A preocupação do Supremo Concílio, o empenho do Rev. Jerônimo Gueiros, do Rev. Antônio Almeida e de outros em levar a igreja, no passado, a cantar com mais convicção e fidelidade às doutrinas bíblicas, fizeram cristalizar no coração da IPB, uma de suas maiores necessidades, com vistas a novas e desafiadoras realizações.

Conhecedor dessa realidade, o Rev. Boanerges Ribeiro, após falar-nos de sua intenção com relação a esse projeto, confia-nos, com o apoio do Concílio que o reelegeu presidente em 1974, a árdua e difícil tarefa de estruturar o hinário, tão almejado pela IPB.

Em 1977, com a ajuda de Deus, entregávamos o projeto do hinário, contendo 80 hinos revisados, à Comissão Executiva do Supremo Concílio reunida em Brasília. No fim do mesmo ano ele era publicado e apresentado pelo Rev. Boanerges Ribeiro, para apreciação das igrejas, nos seguintes termos:

A professora Atenilde Cunha foi quem elaborou o plano estrutural do Hinário. A letra dos hinos sofreu uma revisão, destinada principalmente a compatibilizá-la com a bíblica doutrina a que nós, os presbiterianos, nos apegamos. O plano do hinário é simples e poderá ser apreendido a um simples manuseio.

Em 1978 os pastores Sebastião Guimarães Filho e Volmer Portugal foram designados pelo Supremo Concílio para prestar assistência ao nosso trabalho, função que eles desempenharam com dedicação e eficiência, especialmente nas mudanças ocorridas nas letras.

A atuação desses talentosos pastores foi por demais valiosa no decorrer do trabalho, devendo-se atribuir a eles grande parte de sua realização, concretizada em 1982 quando, em comissão, fazíamos a entrega dos 400 hinos, solicitados pelo Supremo Concílio, ao então presidente, Dr. Paulo Breda Filho, por ocasião da reunião da Comissão Executiva em Brasília.

O hinário ficou sob a responsabilidade da Casa Editora Presbiteriana, na pessoa de seu então superintendente, Rev. Atael Fernando Costa que, no mesmo ano, o fez publicar, juntamente com um guia complementar relativo às músicas, para manuseio experimental por parte das igrejas, até sua edição definitiva com música.

Coube-nos a tarefa do preparo do hinário com música, enquanto os citados pastores fariam uma nova revisão das letras. A transposição da maior parte das músicas dos hinos para tonalidades mais baixas, harmonização de alguns, critérios característicos da forma, escolha de músicas adequadas ao espírito das letras e uma série de implicações no processo de impressão tornaram o trabalho lento e difícil.

Em 1984 o presbítero Antônio Ribeiro Soares, na superintendência da Casa Editora Presbiteriana, juntamente com o seu diretor editor, Rev. Sabatini Lalli, tomaram a iniciativa de dar apoio financeiro ao nosso trabalho, além de estímulo para concluí-lo, responsabilizando a Editora por sua publicação.

Em 1986 entregávamos o NOVO CÂNTICO com música, em forma de manuscrito, ao presidente do Supremo Concílio da IPB, reunido em Vitória do Espírito Santo, Rev. Edésio Chequer, que o passa à Casa Editora.

Por algum tempo, o hinário ainda sob a nossa supervisão, continuou sujeito a mudanças e alterações, inclusive a uma nova revisão das letras, com a participação valiosa do Rev. Sabatini Lalli, como substituto do Rev. Volmer Portugal, ausente do país.

Para detalhamento e acompanhamento do processo de impressão, em sua primeira fase, pessoas como o Rev. Joaquim Silvério Costa, Rev. Valter Graciano Martins, Ceci Botelho e Eva Lins de Oliveira deram a sua parcela de colaboração, junto ao trabalho do musicógrafo Almir Navogin, responsável pelas cópias originais das músicas, ressaltando-se ainda o profissionalismo da equipe técnica de publicação da Casa Editora Presbiteriana.

Em 1988, com o apoio financeiro da Casa Editora Presbiteriana, os trabalhos de revisão e impressão do hinário, em sua segunda fase, ficaram sob a supervisão do musicólogo presbiteriano Ruy Carlos Bizarro Wanderley, pela competência e experiência que ele possui como hinólogo, pesquisador, regente, compositor e instrumentista de renome.

Nesses dois últimos anos, coube-lhe o árduo e minucioso trabalho de revisão das músicas e seus cabeçalhos, da organização de todos os índices e notas hinológicas, como evidências do valor do hinário e do propósito de seus objetivos.


ESTRUTURA
O Novo Hinário foi a aspiração do passado e o NOVO CÂNTICO é a realidade do presente.
O hinário, com nome de NOVO CÂNTICO, foi estruturado, visando a aplicação dos hinos como meio de louvor, ensino e edificação da igreja, conforme a orientação do apóstolo Paulo aos efésios (Ef 5.19) e colossenses (Cl 3.16).


Identificação de Deus com o homem:
Hinos na sequência da forma de culto, registrada em Isaías 6.1-8, através da:

» Visão de Deus na Adoração — Is 6.1-4
» Visão do homem na Confissão — Is 6.5,6
» Visão da graça no Perdão — Is 6.6,7
» Visão da mensagem no Apelo e na Edificação — Is 6.6,8a
» Visão da submissão na Consagração — Is 6.6,8b
» Ações de Graça — SI 103.2


Revelação maior de Deus ao homem:
» Jesus Cristo — Jo 3.16
» Sua vida —Jo 14.6
» Sua igreja-Mt 16.18
» Seu ministério — At 2 0.2 8
» Hinos sobre a vida de Jesus — Advento, Natal, Ministério, Paixão, Morte, Ressurreição, Grande Comissão e Segunda Vinda.
» Hinos para todas as atividades da igreja — comunhão, batismo, profissão de fé, Escola Dominical, crianças e os hinos oficiais das sociedades eclesiásticas.


Expressão do homem através de assuntos diversos, para ocasiões e datas especiais (Hb 13.15)
» Hinos sobre a Bíblia, casamento, Pátria e uma coletânea para os jovens.


O hinário como meio de louvor (Ef 5.19) visa a estimular um programa de culto com lógica e unidade, a fim de que cada ato do culto possa ser experimentado através das mensagens expressas pelos hinos.


O hinário como meio de instrução (Cl 3.16a) procura mostrar como os hinos expressam a história da igreja ao longo dos séculos, as suas origens, a vida de seus autores e circunstâncias em que foram escritos. Visa estimular estudos sobre a música na Bíblia, a música e suas influências na personalidade, no meio ambiental e especialmente sobre a sua aplicação no ministério da igreja.

O hinário como meio de edificação (Cl 3.16b) busca enfatizar os ensinamentos bíblicos e as doutrinas da igreja. Conforme afirmativa de Lutero, o hinário é o maior tratado de teologia depois da Bíblia. Objetiva mostrar também como os hinos são testemunho da fé e auxiliares da obra do Espírito Santo, sendo laços que unem os crentes em todo o mundo, no amor fraterno de Cristo.

A linguagem inadequada de alguns hinos e falha doutrinária de outros foram os motivos que levaram a igreja do passado a desejar o seu próprio hinário e a do presente a criá-lo.

Assim sendo, várias alterações tiveram de ser feitas visando:

1 - Fidelidade às doutrinas bíblicas.
2 - Melhoria da linguagem.
3 - Coerência da letra com a música.

Nos seus 131 anos de existência a Igreja Presbiteriana do Brasil recebe agora seu hinário para uma melhor preservação de suas origens, reafirmação dos seus princípios e proclamação do ensino da Palavra de Deus.

Eis pois o NOVO CÂNTICO como expressão de nossas vidas em hinos de louvor e gratidão ao nosso Deus e para instrução e edificação do seu povo.


Fonte: http://www.semeandovida.org



A VERDADEIRA HISTÓRIA DOS HINOS DO PASTOR JOTINHA


HISTÓRIA ORIGINAL DOS HINOS

“CHUVAS DE GRAÇA” (Nº 1)

“Ó DESCE, FOGO SANTO” (Nº 5)

“CRISTO, O FIEL AMIGO” (Nº 8)

“O GRANDE ‘EU SOU’ ” (Nº 84)

“DEIXA PENETRAR A LUZ” (Nº 96)

E

“MAIS PERTO, MEU DEUS, DE TI!” (Nº 187)

DA HARPA CRISTÃ


Tendo em vista o crescente número de telefonemas, e-mails e contatos pessoais, nos últimos meses, solicitando-me confirmação da veracidade histórica das afirmações do Sr. José Rodrigues, conhecido como Pastor Jotinha(1), "nascido em 1910", vivendo atualmente no Estado do Espírito Santo, de que são de sua autoria os seguintes hinos da Harpa Cristã: “Chuvas de Graça” (Nº 1), “Ó Desce, Fogo Santo” (Nº 5), “Cristo, o Fiel Amigo” (Nº 8), “O Grande ‘Eu Sou’ ” (Nº 84), “Deixa Penetrar a Luz” (Nº 96) e “Mais Perto, Meu Deus, de Ti!” (Nº 187), apresento abaixo as seguintes informações históricas colhidas por mim até este momento como pesquisador da história das Assembleias de Deus há 28 anos e como autor do Dicionário do Movimento Pentecostal e 100 mulheres que fizeram a história das Assembleias de Deus no Brasil (CPAD). (OBS.: Um resumo deste documento foi publicado no jornal Mensageiro da Paz em fevereiro de 2009.)

Informações Gerais

1. Nenhum dos seis hinos acima constou entre os 44 hinos do Cantor Pentecostal publicado em 1921 e usado pela Assembleia de Deus de Belém (PA), antes do lançamento da 1ª edição da Harpa Cristã.
2. Nenhum dos seis hinos acima constou entre 220 hinos do pequeno hinário Saltério Pentecostal, publicado em junho de 1931 por Gunnar Vingren, no Rio de Janeiro, para suprir uma carência de exemplares da Harpa Cristã.
3. Na 2ª edição da Harpa Cristã, publicada em 1923 e também na 4ª edição de 1932, somente cinco desses seis hinos acima referidos podiam ser encontrados entre os seus 300 hinos. O “Chuvas de Graça” é o Nº 11; o “Cristo, o Fiel Amigo” é o Nº 20 com o título “Só Jesus”; o “Ó Desce, Fogo Santo” é o Nº 21 com o título “Consagração”; o “O Grande ‘Eu Sou’ ” é o Nº 22 com o título “Victoria do Crente”; e o “Deixa Penetrar a Luz” é o Nº 43 com o título “A Luz de Deus”. Em todos eles aparecem a sigla J.R. (José Rodrigues) como o autor das letras em português para a Harpa Cristã.  O hino Nº 187, “Mais Perto, Meu Deus, de Ti!” não consta nas edições da Harpa Cristã acima referidas.
 A seguir, a história original e específica de cada um dos seis hinos comparada com a "versão histórica" apresentada pelo Pastor Jotinha em seus testemunhos, os quais estão disponíveis também na Internet.



Nº 1, “Chuvas de Graça”

O hino Nº 1, “Chuvas de Graça”, foi escrito originalmente em inglês pelo norte-americano Daniel Webster Whittle (D.W.W.) em 1883, sob o título “There Shall be Showers of Blessing”, sua música é de James McGranahan (J.M.) e foi publicado no hinário Gospel Hymns sob o Nº 4. Na América ficou conhecido apenas como “Showers of Blessing”. Foi traduzido para o português em 1890, por Salomão Luiz Ginsburg ao chegar ao Brasil como missionário. Em 1923, constava no hinário da Igreja Evangélica Congregacional, Salmos e Hinos, 4ª edição, sob o N° 331.
Pastor Jotinha, no vídeo http://www.youtube.com/watch?v=W6W9NWU1oac, afirma que ele escreveu este hino ao ser inspirado em oração num monte quando uma irmã usou da palavra (em profecia) “eu enviarei à minha igreja chuvas de graça; eu darei fortaleza aos meus servos e às minhas servas; darei ricas bênçãos sem par”. Ele, então, pegou o lápis, escreveu e Deus lhe deu o hino “Chuvas de Graça”. Em seguida, ele deu o hino para o evangelista Adriano Nobre que disse para ele que iria colocar como o hino Nº 1 da Harpa Cristã. Adriano teria dito ainda que ele fosse orar mais, pois Deus lhe daria outros hinos.
- Realmente, foi o então evangelista Adriano Nobre quem editou a primeira Harpa Cristã em 1922.
- Mas, desde 1883 o original em inglês usa a palavra “chuva” como idéia central da abundância de bênçãos do Senhor, ainda que a versão da nossa Harpa Cristã peça “bênçãos do Consolador”. A letra da primeira versão em português feita em 1890 pelo missionário batista Salomão Luiz Ginsburg, no Salmos e Hinos,  mantém a palavra “chuva”.  Portanto, antes mesmo de Jotinha ter nascido já existia este hino usando justamente a palavra “chuva” como idéia-central da mensagem que ele diz ter ouvido da boca da tal irmã num monte.
Compare as letras:

Letra original inglês escrita por Daniel Webster Whittle, em 1883

“There Shall be Showers of Blessing”
There shall be showers of blessing:
This is the promise of love;
There shall be seasons refreshing,
Sent from the Savior above.

Refrain

Showers of blessing,
Showers of blessing we need:
Mercy drops round us are falling,
But for the showers we plead.
There shall be showers of blessing,
Precious reviving again;
Over the hills and the valleys,
Sound of abundance of rain.

Refrain

There shall be showers of blessing;
Send them upon us, O Lord;
Grant to us now a refreshing,
Come, and now honor Thy Word.

Refrain

There shall be showers of blessing:
Oh, that today they might fall,
Now as to God we’re confessing,
Now as on Jesus we call!

Refrain

There shall be showers of blessing,
If we but trust and obey;
There shall be seasons refreshing,
If we let God have His way.

Refrain
(entre no site http://library.timelesstruths.org/music/There_Shall_Be_Showers_of_Blessing/ e ouça este hino)

Abaixo, a letra da versão em português por Salomão Luiz Ginsburg em 1890, no Salmos e Hinos



Abaixo a letra da versão da Harpa Cristã que é atribuída a um irmão chamado José Rodrigues


- O “Chuvas de Graça” consta na 2ª edição da Harpa Cristã e não se sabe se ele entrou na 1ª edição, pois não há nenhum exemplar dessa edição nos arquivos da CPAD.  O Nº dele na 2ª edição da Harpa Cristã e nas edições seguintes é 11. Só a partir  da edição de 1941, organizada pelo pastor Paulo Leivas Macalão, com os tradicionais 524 hinos, que ele se tornou o Nº 1. Antes, o hino Nº 1 das primeiras edições da Harpa Cristã era o “Glória” de autoria do pastor Manoel Higyno de Souza.
- Foi feita também uma versão deste hino, do inglês para o sueco e foi publicada no hinário sueco Segertoner, sob o Nº 16, conforme cópia abaixo:


- Jotinha afirma no início do vídeo que Gunnar Vingren e Daniel Berg chegaram à cidade onde vivia, Santa Maria(2) e o encontrou pastor na igreja batista local. Os dois missionários visitantes lhes falaram do batismo com o Espírito Santo, ele creu e foi batizado. Também, Gunnar Vingren e Daniel Berg foram à igreja batista local, todos ali aceitaram a doutrina pentecostal e a igreja passou a se chamar “missão missionária apostólica da fé”. Bem, primeiro, não há registro documental nenhum que nos informe qualquer visita de Gunnar Vingren ao Estado do Rio Grande do Sul. Daniel Berg é possível, pois ele viveu no Brasil até 1962. O Estado mais ao extremo sul que Vingren visitou durante seus 22 anos no Brasil foi Santa Catarina (fez duas viagens, uma em 1920 e outra em 1931). Todas as suas viagens estão registradas em seu livro O Diário do Pioneiro e nas suas agendas-diário que estão guardadas nos arquivos da CPAD no Rio de Janeiro. Essas agendas-diário cobrem informações de mais de 70% do tempo em que Vingren passou no Brasil.(3)
Segundo, na história pentecostal de Santa Maria não consta este “episódio extraordinário” de toda uma membresia batista ter se tornado pentecostal. O primeiro culto pentecostal aconteceu num lugar chamado Arroio do Só em 1º de dezembro de 1929 com a chegada do missionário sueco Gustav Nordlund ao Rio Grande do Sul. (4) Fato reafirmado pelo presbítero da AD de Santa Maria, Davi Martins Correa, crente antigo e com parentesco com os primeiros crentes pentecostais daquela cidade. Irmão Davi asseverou-me, em conversa por telefone, que nunca houve em Santa Maria tal episódio narrado pelo Pastor Jotinha.
Terceiro, ele afirma no referido vídeo que, nessa época, ele era pastor batista. Cruzando este vídeo com outro em que ele conta a história da chegada da sua família a Santa Maria da Boca do Monte, dá-nos a entender que, nessa época, quando os dois pioneiros o encontraram e o convidou para acompanhá-los, ele era um pastor batista com mais ou menos 15 anos de idade!
Quarto, Gunnar Vingren tinha o hábito de anotar todos os seus passos, tudo o que ele fazia, em suas agendas-diário. Vingren era extremamente meticuloso, detalhista. Ele menciona o nome de todas as cidades e lugares que visitava, anotava o nome de cada pessoa que ele conhecia pela primeira vez, quem o acompanhava em suas viagens missionárias e evangelísticas, quem era seus cooperadores, e até anotava trivialidades como, por exemplo, “fui passear com os meus filhos em Icaraí [uma praia de Niterói]” ou “[hoje] arrumei alguns livros”.  Então, é muito estranho não constar em nenhuma de suas agendas-diário o “encontro histórico” dele com o tão prodigioso jovem pastor batista Jotinha no Sul do país.

Veja uma amostra das agendas-diário:



Quinto, o ocorrido em Santa Maria (o encontro dos dois pioneiros com Jotinha e a “conversão pentecostal” de toda uma igreja batista) certamente ficaria registrado nos primeiros periódicos das Assembleias de Deus (Boa Semente, O Som Alegre e Mensageiro da Paz), porém, não há menção a nada disso neles.  Nem Emílio Conde registrou nada disso quando escreveu sobre o início pentecostal em Santa Maria na primeira edição do livro História das Assembleias de Deus no Brasil, publicado em 1960 (veja pp. 328, 329 e 331-333).
Notícias de igrejas e pastores batistas que se tornaram pentecostais, inclusive no Rio Grande do Sul, não deixaram de ser registrados em nossas fontes históricas pela repercussão que o fato provocava (leia, por exemplo, a história do ex-pastor batista, gaúcho, Paulo Malaquias no Dicionário do Movimento Pentecostal, p. 444).
Sexto, Jotinha afirma que foi dado à novel igreja pentecostal de Santa Maria o nome “igreja missionária apostólica da fé” e que era o nome da Assembleia de Deus na época. Aqui, dois erros históricos: O nome correto é “Missão Fé Apostólica” (veja abaixo a página da agenda de Gunnar Vingren de 1913 onde ele informa este nome) e este nome não mais era usado na época em que Jotinha conheceu Vingren e Berg, pois dá-nos a entender a narrativa de Jotinha que seu encontro com os pioneiros ocorrera por volta de 1925. O nome “Missão Fé Apostólica” deixou de ser usado bem cedo por volta de 1915, ocasião em que se passou a utilizar o nome atual “Assembleia de Deus” e o registro oficial deste nome ocorreu em 1918. (5)



Observe a setinha no lado direito da agenda onde Gunnar Vingren diz que o nome era Missão Fé Apostólica


Nº 5, “Ó Desce, Fogo Santo”

O hino Nº 5, “Ó Desce, Fogo Santo” foi originalmente escrito pelos norte-americanos Mrs. James, sob o título “My All Is On The Altar” e a música foi dada pela pianista metodista Phoebe Palmer Knapp (1839-1908). Consta no hinário Redemption Songs, sob o Nº 609. Foi incluído na 2ª edição (1889) do hinário da Igreja Evangélica Congregacional, Salmos e Hinos, sob o título “Consagração Pessoal” (Nº 332, antigo Nº 232) com tradução para o português de João Gomes da Rocha, em 1888.


N° 8, “Cristo, o Fiel Amigo”

O hino N° 8, “Cristo, o Fiel Amigo”, foi escrito originalmente em inglês pelo norte-americano Johnson Oatman Junior (J.O.Jr.) em 1895, sob o título “There’s not a friend like the lowly Jesus”, que foi musicado por George C. Hugg (G.C.H.). Em 1923 este hino podia ser encontrado no hinário Sacred Songs e Solos sob o N° 904. A primeira versão em português foi feita pelo missionário batista Albert Lafayette Dunstan (1869-1937) e foi publicada no hinário batista Cantor Cristão sob o título “Amigo Incomparável” (Nº 81). O mesmo original americano foi traduzido para o sueco e incluído no Segertoner de 1929 sob o título Ingen lik Jesus (Ninguém como Jesus) (Nº 68). Foi feita uma versão para cantá-lo nas Assembleias de Deus com o título “Só Jesus”.



N° 84, “O Grande ‘Eu Sou’ ”
O hino N° 84, “O Grande ‘Eu Sou’ ”, foi escrito pelo pastor norte-americano Edgar Page Stites (E.P.S.) em 1876 sob o título “Beulah Land”, inspirado em Isaías 36.17. Sua música é do professor de música presbiteriano John Robson Sweney (J.R.S.). Foi adaptado para o português em 1891 pelo missionário metodista Justus Henry Nelson e, em 1919, constava na 4ª edição do hinário da Igreja Evangélica Congregacional, Salmos e Hinos, sob o N° 401 com o título “Bela Terra”.  Na edição atual do Salmos e Hinos é o 585.


Mais informações sobre a versão deste hino para a Harpa Cristã estão no tópico final deste artigo, “Quem é o ‘José Rodrigues’ registrado na Harpa Cristã?”



N° 96, “Deixa Penetrar a Luz”

O hino N° 96, “Deixa Penetrar a Luz”, foi escrito pela norte-americana Ada Blenkhorn (A.B.) em 1885 sob o título “Let the Sunshine In” e recebeu música por Charles Hutchison Gabriel (C.H.G.). Em 1923 podia ser encontrado no hinário Sacred Songs e Solos sob o N° 795. Consta no hinário da Igreja Evangélica Congregacional, Salmos e Hinos, sob o N° 302, com o título “Deixa o Sol em Ti Nascer” e tradução para o português de Antonio Querino Lomba, em 1900.


Nº 187, “Mais Perto, Meu Deus, de Ti!”

O hino Nº 187, “Mais Perto, Meu Deus, de Ti!”, foi escrito pela norte-americana Sarah Flower Adams (S.F.A.) em 1841 sob o título “Near, My God, to Thee”. A música foi escrita por Lowell Mason em 1856.
Sarah era compositora e, um dia quando estudava a Bíblia, ficou tão impressionada com a história do Gênesis, da visão de Jacó, em Betel, a escada que alcançava o céu, e os anjos que desciam e subiam por ela (Gn 28.10-19).
Sarah legou-nos outros 12 hinos.
Lowell Mason, músico sacro, deixou registrado na história que, em uma noite de 1856, depois de despertar de um sono, com olhos aberto na escuridão, na solidão da sua casa, veio a ele, pela manhã, a melodia para a letra escrita por Sarah Adams. (6)
Sua versão em português foi feita em 1888 pelo Dr. João Gomes da Rocha e foi publicado no hinário da Igreja Evangélica Congregacional, Salmos e Hinos, sob o N° 219, com o título “Mais Perto Quero Estar” (atual Nº 360).
Jotinha afirma no vídeo “Mais Perto Quero Estar” (www.youtube.com/watch?v=fPMu_LEOH9U) que ele escreveu este hino para um “irmão boadeiro” que lhe pediu um hino para também entrar na primeira edição da Harpa Cristã que seria “fechada” com 100 hinos.
Então vejamos o seguinte:
- As iniciais J.G.R. no hino 187 é de João Gomes da Rocha conforme o índice de autores nas páginas finais da Harpa Cristã.
- João Gomes da Rocha fez esta versão em 1888 para o Salmos e Hinos e foi utilizada a mesma versão (há pequenas variações) na Harpa Cristã, não somente a melodia. É tanto que o nome de João Gomes da Rocha foi mantido.
Interessante é que a letra vertida em português por João Gomes da Rocha é quase uma tradução direta do original em inglês de 1841. Para comparar basta consultar o site http://www.cyberhymnal.org/htm/n/m/nmgtthee.htm e ler a letra e colocar para tocar a melodia. É todo igual ao que é hoje desde o século 19.
Compare abaixo:

Letra original em inglês, escrita por Sarah F. Adams, em 1841:

Nearer, my God, to Thee, nearer to Thee!
E’en though it be a cross that raiseth me,
Still all my song shall be, nearer, my God, to Thee.

Refrain

Nearer, my God, to Thee,
Nearer to Thee!

Though like the wanderer, the sun gone down,
Darkness be over me, my rest a stone.
Yet in my dreams I’d be nearer, my God to Thee.

Refrain
There let the way appear, steps unto Heav’n;
All that Thou sendest me, in mercy given;
Angels to beckon me nearer, my God, to Thee.
Refrain

Then, with my waking thoughts bright with Thy praise,
Out of my stony griefs Bethel I’ll raise;
So by my woes to be nearer, my God, to Thee.

Refrain

Or, if on joyful wing cleaving the sky,
Sun, moon, and stars forgot, upward I’ll fly,
Still all my song shall be, nearer, my God, to Thee.

Refrain

There in my Father’s home, safe and at rest,
There in my Savior’s love, perfectly blest;
Age after age to be, nearer my God to Thee.

Refrain
(ouça a melodia original no site http://www.cyberhymnal.org/htm/n/m/nmgtthee.htm)

Abaixo, a letra da versão feita em 1888 pelo Dr. João Gomes da Rocha para o Salmos e Hinos:




Abaixo a letra da versão incluída na Harpa Cristã, mas que foi mantido a autoria da versão pelo Dr. João Gomes da Rocha:



- Quem foi João Gomes da Rocha? Foi o médico nascido em 1861 no Rio de Janeiro e falecido em 1947, filho de pais português, mas filho adotivo do casal Robert e Sarah Poulton Kalley, missionários fundadores da Igreja Congregacional no Brasil e da Escola Dominical. João Gomes estudou e se formou em Medicina na Inglaterra e seguiu os passos de seus pais adotivos na Igreja Congregacional e na música cuidando do hinário Salmos e Hinos até sua morte. Ele passou a maior parte da sua vida na Inglaterra, mas ele visitou o Brasil várias vezes e falava bem o português.  No Salmos e Hinos contam, entre versões e composições, 67 hinos com o seu nome. (7)



 Este hino só passou a constar na Harpa Cristã a partir de 1941 quando saiu o hinário com os tradicionais 524 hinos organizados por Paulo Leivas Macalão. Portanto, não constou em nenhumas edições anteriores, muito menos na primeira, como dá a entender pela narrativa de Jotinha no vídeo no Youtube.
- Se foi Jotinha quem escreveu este hino, então ele tinha em torno de 12 anos de idade quando o compôs, pois a primeira edição da Harpa Cristã com 100 hinos foi publicada em 1922 em Recife (PE) e ele nasceu em 1910. Além disso, como ele afirma que o tal “irmão boadeiro” se referia a ele como pastor, então ele tinha esta ordenação aos 12 anos!
- Se foi Jotinha quem escreveu este hino e a orquestra do Titanic o tocou enquanto o navio naufragava, então, Jotinha o compôs quando tinha 1 ano e 10 meses de idade!!! (Jotinha afirma ter nascido em 24 de junho de 1910 e o Titanic afundou em 15 de abril de 1912.)
- Pergunto: Como foi Jotinha o autor deste hino se, em 1901, William Mckinley, presidente dos Estados Unidos, à beira da morte, suas últimas palavras foram: “Mais perto quero estar meu Deus de Ti, mesmo que seja a dor que me una a Ti – foi minha constante oração”, segundo relatos do médico que o assistiu, no momento de dor, o Dr. M. D. Mann? E mais, na tarde de 5 de setembro de 1901, após 5 minutos de silêncio, várias bandas de música de Nova Iorque, tocaram este hino em memória do presidente.  Segundo Jotinha afirma, o seu nascimento se deu em 1910. Portanto, nove anos depois da morte de Mckinley.
- Ainda no vídeo “Mais Perto Quero Estar”, Jotinha conta como eram escritos os hinos para constar na Harpa Cristã (dá-nos a entender que eram para a 1ª edição de 1922) e, então ele disse o seguinte: “Eu fui debaixo de um pé de pitomba, estava a irmã Frida Vingren, a esposa do missionário fundador da Assembleia de Deus. Estava fazendo um hino, aí ela disse assim: Jotinha estou fazendo um hino aqui. Ai eu vi ela escrevendo, ‘Bem-aventurado os que confiam no Senhor...’ Ela estava fazendo aquele hino... ela fez o 126”. Dois problemas aí: Este hino não consta em nenhuma edição da Harpa Cristã antes de 1941. Exceto no hinário Psalterio Pentecostal, publicado em 1931, no Rio de Janeiro, pelo missionário Gunnar Vingren. O Nº dele é 120 e foi uma tradução do hino 174 do hinário sueco Segertoner, editado em 1929 por Lewi Pethrus. No lado direito do Nº 120 vem escrito “MUS. SEGERT. 174”, conforme pode ser visto na cópia abaixo.




Abaixo cópia do hino 174 “Bem-aventurados os que confiam no Senhor”, em sueco no hinário Segertoner (1929). O autor foi o sueco Emil Gustafson e a melodia adotada foi a folkmelodi (melodia popular). A missionária Frida Vingren, como musicista que era, apenas traduziu a letra e fez uma versão que foi incluída na Harpa Cristã a partir de 1941.






Quem é o “José Rodrigues” registrado na Harpa Cristã?

Quem é o “José Rodrigues” registrado na Harpa Cristã como o autor das letras dos seis hinos tratados aqui? Para tentar obter a resposta, consultei dois estudiosos da história da Harpa Cristã. Conversei demoradamente sobre este assunto com o maestro e juiz de Direito, Abner Apolinário, da Assembléia de Deus de Recife (PE), profundo conhecedor e amante da Harpa Cristã. Maestro Abner declarou-me que nada conhece a respeito do José Rodrigues da Harpa Cristã e nunca havia ouvido falar do “Pastor Jotinha”. Consultei também o maestro e pastor João Pereira, que trabalhou durante anos chefiando o extinto Setor de Música da CPAD e que também fez parte da Comissão que, de 1979 a 1992, revisou e atualizou a Harpa Cristã. A resposta do maestro João Pereira foi a mesma do maestro Abner Apolinário.
Um dos mais antigos obreiros das Assembléias de Deus, conhecido nacionalmente e ainda bastante lúcido, pastor José Pimentel de Carvalho, presidente da Assembleia de Deus de Curitiba (PR), segundo informou-me o irmão Tadeu Costa (secretário de educação cristã da AD Curitiba), quando consultado recentemente a respeito de José Rodrigues (Pastor Jotinha), disse que não o conhece e nunca ouviu falar sobre ele. (Pastor José Pimentel de Carvalho faleceu em 24 de fevereiro de 2011, aos 95 anos.)
Fiz também contato com Eliézer Cohen, pesquisador e historiador das Assembleias de Deus há mais de 30 anos. Ele, então, informou-me sobre um “José Rodrigues” mencionado em duas edições do extinto jornal Boa Semente, publicado pela Assembleia de Deus de Belém do Pará, de 1919 a 1930, e, em seguida, enviou-me cópias das referidas edições.

O que Eliézer Cohen e eu descobrimos foi o seguinte: Na edição de 16 de abril de 1919, pastor Gunnar Vingren, diretor do Boa Semente, no Expediente, página 1, faz um pedido de oração aos leitores para um irmão chamado “José Rodrigues” nas seguintes palavras:

Orem pelo nosso amado irmão José Rodrigues, nosso auxiliar para que o Senhor lhe dê graça, força e saúde, para que ele continue a dar-nos tão importante auxílio como o que nos vem prestando.



Nesta mesma edição de 1919, foi publicado um hino sob o título “Victoria do Crente”. Abaixo do título aparece, entre parênteses, “Musica: Psalmos e Hymnos, n° 401”. Após a última estrofe, aparecem as informações “Pará-1919” e “José Rodrigues”. A letra não é a mesma criada por Justus Nelson e que fora publicada há alguns anos no hinário Salmos e Hinos, mas por meio da informação citada abaixo do título, obviamente, a música é a mesma do N° 401 do Salmos e Hinos, que, por sua vez, tinha a música do “Beulah Land” escrito pelo pastor norte-americano Edgar Page Stites em 1876. A menção “José Rodrigues” no final do texto dá-nos a entender que é o nome de quem criou a nova letra em português e intitulou o hino de “Victoria do Crente”. Esta letra é a mesma que aparece na 2ª edição da Harpa Cristã, publicada em 1923 e a mesma impressa nas atuais edições, com pequenas diferenças, sob o título “O Grande ‘Eu Sou’ ”, N° 84, que o “Pastor Jotinha” afirma ser o autor.




Três meses após a essas duas menções do nome “José Rodrigues” no Boa Semente de abril, no Expediente da edição do mesmo jornal em 27 de julho de 1919, pastor Gunnar Vingren dá a notícia de que o irmão “José Rodrigues” para o qual ele havia pedido orações anteriormente, morrera no dia 2 de junho daquele ano. Eis a nota do jornal:

Em nosso penúltimo número deste jornal pedimos as orações de todos os crentes em Jesus Cristo pelo nosso auxiliar, o irmão José Rodrigues, que o Senhor lhe desse graça, força e saúde para continuação de tão importante auxílio que nos vinha prestando. Mas aprovou a Deus tomar para si o nosso irmão, que dormiu alegre no Senhor no dia 2 de junho. Agora nós viemos pedindo aos nossos irmãos orar ao Senhor nos dê outro auxiliar para suprir a falta do nosso amado irmão em tão importante serviço que nos prestava.



Parece-me, pelas duas notas transcritas, que o “irmão José Rodrigues” havia sido um importante auxiliar de Gunnar Vingren e dos outros recém-chegados missionários, para a redação do jornal Boa Semente. Pois estes, nessa ocasião, ainda dependiam muito de brasileiros para lhes ajudar a redigir corretamente textos e hinos no idioma português. Por esta razão, também parece a mim e a Eliézer Cohen que este “José Rodrigues”, que morreu, bem pode ter sido o mesmo “José Rodrigues” que aparece como autor da letra do hino “Victoria do Crente” impresso na edição de 16 de abril de 1919 do Boa Semente, e, por sua vez, também autor das versões dos hinos 1, 5, 8 e 96. Por outro lado, se este autor “José Rodrigues” é o mesmo José Rodrigues (Pastor Jotinha), "nascido em 1910", que vive atualmente no Espírito Santo, ele, então, com apenas nove anos de idade, compôs uma bela letra e fez todo o trabalho de adaptação à métrica da música “Beulah Land”, para que os crentes assembleianos viessem a cantar uma versão em português deste hino americano. Além disso, ele conta em seu testemunho gravado em vídeo na Internet que, por volta de 1915, com 5 anos de idade, retornou com os seus pais para Israel, mas não informa quando voltaram para o Brasil (http://dartsresources.info/videos/watch-video/idhCMcBxD84/feldoz/pr.-jotinha-aparição-de-jesus-cristo.html).

São estas as informações que possuo no momento sobre este assunto. Reitero, aqui, o meu rigor técnico-científico, imparcial e impessoal, com o qual tenho pautado todo o meu trabalho de pesquisas e de redação de textos, conforme vem sendo comprovado pelos milhares de leitores da minha obra, o Dicionário do Movimento Pentecostal.
 
Notas:
(1) Segundo publicações nos sites “HinosdaHarpaCristã.Googlepages.com” e “Adibes.com.br”, José Rodrigues é judeu, nascido em Cafarnaum, Israel, em 24 de junho de 1910, com o nome Josefus Rerullu. Em 1911, seus pais vieram refugiados para o Brasil. Tornou-se, então, um dos pioneiros das Assembléias de Deus, tendo sido amigo de Gunnar Vingren e Daniel Berg. Segundo ele afirma, compôs muitos hinos da Harpa Cristã que levam as iniciais J.R., entre eles os números 1, 5, 8, 84 e 96. Também afirma ser autor de diversos corinhos cantados nas Assembléias de Deus, como o “Eu quero ser Senhor amado como um vaso na mão do oleiro”, que compôs 1950. Afirma ainda nunca ter se casado e nunca ter sequer uma namorada, dedicando-se inteiramente à obra de Deus. Seria o único pioneiro da 1ª geração da AD que permanece vivo. É presidente de honra do Ministério da Assembléia de Deus do Ibes, Espírito Santo, liderado pelo pastor Levi Aguiar de Jesus Ferreira. Ele viaja pelo país afora dando testemunhos de suas experiências. Há CDs com sua história, filmes na Internet e fotos de divulgação.
Para ler mais sobre “Pastor Jotinha”, acesse http://harpacrista-fragmentos.blogspot.com/2008/01/jos-rodrigues.html e http://www.adibes.com.br/noticia_ver.asp?id=277.

(2) Jotinha conta no vídeo “Aparição de Jesus Cristo” (http://www.youtube.com/watch?v=idhCMcBxD84) como foi a sua chegada com a família à Santa Maria da Boca do Monte, atual Santa Maria (RS).

(3) Viagens de Gunnar Vingren feitas durante seus 22 anos (1910 a 1932) no Brasil
1914
Ceará
1915
Alagoas
1915/1916/1917
EUA/Suécia/Noruega/EUA
1920 (3 meses de viagens)
Ceará/Rio Grande do Norte/Paraíba/Pernambuco/Bahia/Espírito Santo/Rio de Janeiro/São Paulo/Santa Catarina
1921/1922/1923
Suécia
1923 (3 meses de viagens)
Alagoas/Espírito Santo/Rio de Janeiro
1924 (Mudança de residência, de Belém para o Rio)
Rio de Janeiro
1926
Minas Gerais
1928
Minas Gerais/Pernambuco/Paraíba/Alagoas
1929
Minas Gerais/São Paulo/Pernambuco/ Paraíba/Alagoas
1930
Bahia/Suécia/Portugal/Rio Grande do Norte/São Paulo
1931
Santa Catarina/São Paulo
1932
Suécia

(4)  O início da Assembléia de Deus em Arroio do Só se deu em 1928, com Norberto Flores, conforme reportagem publicada no Mensageiro da Paz de março de 1944, p. 7. Para informações históricas da Assembléia de Deus de Santa Maria, visite o site http://www.adsantamaria.org.br/história.html e leia as páginas 117 a 120 do livro Despertamento apostólico no Brasil, publicado em 1934, onde o missionário Gustav Nordlund conta como foi o início da Assembléia de Deus em Arroio do Só (Santa Maria).

(5) A ordenação do Pastor Jotinha pela Cadeeso é recente e o seu registro na CGADB é 43.610. Se ele é um pastor tão antigo, por que só há pouco tempo ele foi reconhecido?

(6) Para maiores informações sobre o nome “Fé Apostólica” e a mudança para “Assembléia de Deus”, veja Dicionário do Movimento Pentecostal, pp. 40, 41.

(7) Duas boas fontes históricas do hino 187 são o livro Histórias de Hinos, de Ethel Dawsey Ream, publicado em 1939, pp. 50, 51, e a revista Novas de Alegria, de setembro de 2006, seção “Hinologia”, escrita pelo pastor Torcato Lopes, sob o título “Mais perto, meu Deus, de Ti”, p. 18.

(8) A história do Dr. João Gomes da Rocha está no livro Música Sacra Evangélica no Brasil de Henriqueta Rosa Fernandes Braga, publicado em 1961, pp. 332, 333.




Harpa Cristã
ouvir
mais acessadasordem alfabéticaouvir músicadiscografiacifras

Mais Perto Quero Estar
Solta o Cabo da Nau
Alvo Mais Que a Neve
Noite de Paz
A Alma Abatida
Porque Ele Vive
A Mensagem da Cruz
Em fervente oração
Tu És Fiel, Senhor (Hino 535)
Foi Na Cruz
Grandioso És Tú ( H.c. Nova 526)
Vencendo Vem Jesus
O Rei Está Voltando
Os Guerreiros Se Preparam
Firme Nas Promessas ( Hino 107)
Vem Cear
Sossegai!
Alma Abatida (193)
A Face Adorada de Jesus ( Hino 304)
Mais Grato a Ti ( Hino 370)
Graças Dou
Há Poder No Sangue de Jesus ( Hino 491)
Chuva de Graça ( 1 )
Fala Jesus Querido
Plena Paz
Conversão
O Grande "Eu sou"
Jesus, o Bom Amigo
O Exilado
Campeões da Luz
Se Tu Minh'alma
Pelo Sangue
Castelo Forte
Se Cristo comigo vai (515)
Uma Flor Gloriosa
O cego de jericó
Ao Estrugir a Trombeta
Sê Valente!
A última hora
Ao Abrir o Culto
Trabalhai e Orai
Tempo de Segar
Oh ! Jesus Me Ama
O Bondoso Amigo
Eu Navegarei
O Senhor da Ceifa Chama ( Hino 127)
Corinhos I
Nossa Esperança
Adoração ( hino 124)
Saudosa Lembrança
A Ovelha Perdida ( H.C. 156)
Vem à Assembléia de Deus
Com Tua Mão Segura
Ao Passar o Jordão (Hino 509)
Guarda o Cantacto ( Hino 77)
Consagrado Ao Senhor
Cristo É Fiel Amigo ( Hino 08)
Sobre As Ondas do Mar
A Formosa Jerusalém
Ó Desce, Fogo Santo ( 5 )
Deus Enviou
Jesus, Tu És Bom
Breve Verei o Bom Jesus ( Hino 442)
Cristo Cura Sim ( Hino 07)
Em Jesus
RENOVA-ME
Aqui Eu Vim Dizer
O Nascimento de Jesus
A Ceia do Senhor (233)
Deus Proverá ( 4 )
Eu Te Louvo ( 10 )
Avante Eu Vou
Bem-aventurança do Crente
Cristo, a Fonte Escondida
Um Pendão Real ( hino 42)
De Valor em Valor
Mais Grato A Ti
Guia-me sempre. ó senhor
Um Povo Forte
Um Pecador Remido
No Jardim
No Céu Não Entra Pecado
Grata Nova ( hino 18)
Livre Estou
Grandioso És Tu
Creio Eu Na Bíblia (hino 259)
Livre Estou ( Hino 116)
Pensando em Jesus ( 17 )
Saudai a Jesus
Revela a Nós, Senhor
Despertar Para o Trabalho ( 16 )
Breve Vem O Dia (Hino 371)
Irmãos Amados
Olhai Para o Cordeiro de Deus ( 20 )
As Firmes Promessas (hino 459)
Santo, Santo És Tú Senhor ( Hino 252)
Deus Velará Por Ti
Cristo Virá ( hino 74)
Poder Pentecostal
Não Murmures: Canta
Trabalhadores do Evangelho
Louvai a Jesus
Bíblia Sagrada
Batismo
Deus Tomará Conta de Tí (hino 61)
Deixa Penetrar a Luz ( Hino 96)
O Bom Consolador
Cristo Voltará ( hino 123)
Deus Vai Te Guiar
Jesus Voltará (hino 401)
Não Posso Explicar
O Pão da Vida
Salmo 121
Na Jerusalém de Deus
A Fonte Transbordante
Vencerá
Ja Sei, Ja Sei
A Mão do Arado
Graça, Graça ( Hino 205)
A História da Cruz (hino 350)
O Precioso Sangue
O Dia do Triunfo de Jesus
Canto do Pescador
Vencidos Os Combates
Doce Nome de Jesus
Jesus Procura a Ovelha
Não Temas
Ao Passar O Jordão
Além do Céu Azul ( Hino 628)
Acordai, Acordai
Exultação do Crente
Jesus no Getsêmane
Um Canto Novo (hino 299)
Conta as Bênçãos ( H.C.N. 564)
Fogo Divino ( Hino 122)
Meu Pastor
Morri na Cruz por ti
As Firmes Promessas
Guarda O Contacto
Em Jesus Tens a Palma da Vitória
Quem Dera Hoje Vir?
Nascer denovo
Na Maldição da Cruz
A Segurança do Crente
Lugar de Delícias
Ao Único
Nome Precioso
Maravilhoso É Jesus
A Cidade Celeste
Fala.fala, Senhor
Ceia do Senhor
A Ceia do Senhor
Corinhos II
Para o Céu Eu Vou
Só o Sangue de Jesus
Vai Orando
Chuvas de Graça
Jesus Comprou-me ( 13 )
Não Sou Meu.
Vem à Cristo (hino 208)
Tudo Está Bem
Nívea Luz
Oh! Meu Jesus
Redentor Onipotente
Jerusalém Divina
Teu Espírito Vem Derramar
Cura Divina (517)
Há Poder No Sangue de Jesus
Vem Já Pecador ( 12 )
Cristo Jesus Vai Voltar
Deixai Entrar o Espirito de Deus
Servir à Jesus
Sou Feliz
Há Paz e Alegria
Jesus Meu Eterno Redentor
Fim do Ano
Meus Pecados Levou
Vitoria Deus Dará a Mim
Espírito Enche Minha Vida
Meus Pecados Levou ( hino 484)
Gratidão
Espírito, Enche A Minha Vida
Conta As Bênçãos
Deus Amou de Tal Maneira ( Hino 227)
Sublime e Grande Amor
Pelejar por Jesus
A Armadura Cristã
Sob o Sangue Teu
Um Amigo Entre Os Lírios
Ao Raiar do Ano Novo
A barca da vida
Que Bênção
Achei Jesus
A Palavra de Deus É Um Tesouro
Levantai Vossos Olhos
Abraão e Seu Sacrifício
A Estrela da Alva
Paz, Doce Paz
Manso e Suave
Face a Face ( Hino 118)
Marchai Soldado (09)
Rocha Eterna
Jesus Chorou Sobre Jerusalém
Herdeiros do Reino
Jesus Comprou-me
Não Foi Com Ouro (hino 231)
Vem, Ó Pródigo (hino 76)
Sua Graça Me Basta
Ressuscitou
As Santas Escrituras
Jesus o Melhor Amigo
O Pastor e As Ovelhas
A Riqueza Divinal
Celebrai a Cristo
Achei Jesus, Meu Salvador (519)
Guia-me Sempre. Meu Senhor
A Cristo Coroai
O Convite de Cristo ( 19 )
A Esperança da Igreja.
Meu Testemunho!
Crê Na Promessa
O Verdadeiro Amigo
Soldado de Cristo
Jesus Meu Salvador
Noiva de Jesus Apronta-te
Senhor, Estas Comigo
Consagração
Canta, Ó Crente
Chegai Pra Adorar
Ele Sofreu Por Mim
Faze Já o Seu Quere
Breve Verei
O Grande Amor
Que Mudança
Para Casamentos
Gloriosa paz
Desejamos Ir Lá
Eu Confio Firmemente
Vinde, Todos Pecadores
Rasgou-se O Véu
Glória a Jesus
Jesus Vem Triunfante ( Hino 317)
Eu Creio, Sim
Glória, Aleluia, Glória
Invocação e Louvor
Jesus Nossa Esperança
O Fim Vem, Cuidado
Qual o Preço do Perdão?
Aos Teus Pés
Terra Feliz
Hino À Bandeira Nacional
Crentes Cantai! (hino 436)
Cristo Te Chama
Deixa Entrar o Rei da Glória
Opera Em Mim
Igreja Universal
Derrama Teu Espírito
A bela cidade
Deus É Fiel
Meu Redentor
Amor Que Vence
Gloriosa Aurora
O Dom Celeste ( hino 437)
Sempre Fiéis
Santo És Tú.
Vem a Deus
Alma Triste, Abatida
Ao Fim do Culto
Prescisamos de Jesus
Que Sangue Precioso
Salvo Estás? Limpo Estás?
À Beira da Estrada
O Evangélho da Salvação
Vasos Transbordantes
Marchai, Soldados de Cristo
Há Um Canto Novo
Satisfeito Com Crisro
Ó Pai Celeste
Jesus, Tudo Pra Mim
A Santa Bíblia
Glorioso Deus
Quero Ver Á Jesus Cristo
Espírito Consolador (367)
A Doce e Preciosa Voz (520)
Mais Perto, Meu Deus de Ti
Olhai P'ra o Cordeiro de Deus
Mais Perto
Plena Paz
Tudo em Cristo
Há Trabalho Pronto
O Peregrino Na Terra
A Vóz do Bom Pastor
Só a Ti Recorrerei
Além de Nosso Entendimento
Doxologia
A Unção Real
Firme Nas Promessas
Mais Perto Quero Estar
Eia Avante ( 11 )
Gozo Em Jesus
Ouve, Ó Pecador
Obreiros do Senhor
A Palavra da Cruz
A Vinda de Cristo
O Fim Das Lutas
Resgatados Fomos
Jesus Me Tirou da Lama
Calvário, Revelação de amor
Quando para o céu nós formos
Vasos Transbordantes (hino 486)
Quem Irá?
Imploramos Teu Poder
Vem, Celeste Redentor
Abre o Coração
Imploramos o Consolador
Jesus É a Luz do Mundo
Os Dons do Céu
Eis-me Aqui, Jesus
Sois bem-vindos
Meu Bom Salvador
Meu Brasil
Tenho paz em meu ser
Vem, Vem à Mim
Clama Jesus, Jesus
O Nome Precioso
Navegando Pra Terra Celeste
A Decisão
Ao Findar do Dia
Jesus Ressuscitado
Oh, Foi o Sangue
Oração de Elias
As Pisadas do Mestre
Vamos Todos Trabalhar
Ao Gólgota
Comunhão
De Ti Preciso Mais
Ora, Vem Jesus
Que Maravilha!
Seu Precioso Sangue
O Santo Espírito (551)
Cristo, o Fiel Amigo
É O Tempo de Cegar
A Face Adorada de Jesus
Oh! Que Glória
Jesus Quebrou Os Meus Grilhões
Pode Salvar
Os Santos Louvam Ao Senhor
Benigno Salvador
Ainda Há Lugar
Em Canaã Eu Entrarei
Louvor Ao Deus Trino
Tu És Meu Gozo
Criador Bendito
As Palavras de Jesus
Cristo e Sua Humilhação
Cristo Está Chamando
Em Belém
Jerusalém Celestial
Sou mui feliz
Lê a Bíblia
Hino Nacional Brasileiro
Deus Prometeu
Breve Verei O Bom Jesus
O Senhor da Ceifa Chama
Santo, Santo És Tu Senhor
Cristo Pra Mim
Vivifica-nos Senhor
Um Meigo Salvador
Glória Ao Salvador
Jesus Me Guiará
A Aspiração da Alma
A Preciosa Fonte
Avante Servos de Jesus
Hosana e Glória
O Senhor, Manda Ja Seu Poder
Só Em Jesus
Andando Para o Céu
Perdido Andei
Breve ele volta
O Amor Inesgostável (512)
Galhos Secos
Face A Face
Faze Já O Seu Querer
Milícia de Jesus
Entrega Teu Coração
No Rol do Livro
O Clarim Já Nos Alerta
Ao Lar Paternal
O Cordeiro
A Chuva do Consolador
Aos Pés de Cristo Prostrados
Cristo à porta está
O Povo de Abraão
O Sol da Justiça
A Seara Esta Madura
Sempre Comigo (537)
Minha Alma Te Quer (513)
Um Pendão Real
A Cidade do Bom Deus
Cristo Chama o Pecador (431)
Aleluia! Já creio
De Todo o Mundo: Aleluia!
Bendirei a Jesus
Cristo Morreu Por Mim
Marchemos Sem Temor
Na Mansão do Salvador
Oh Dia Alegre!
Jesus, Meu Rei Glorioso
Jesus Salva
União Dos Irmãos
Hino da Proclamação da República do Brasil
Cristo, Meu Vero Amigo (516)
Salva-vidas
Deus Tomará Conta de Tí
Ó Desce, Fogo Santo
Gracias
Meu Cristo! Meu Cristo!
O Celeste Diretor
A Fonte Salvadora
A Felicidade da Salvação
As Cordas do Coração
Jesus No Calvário
Ó bom Jesus
O Pai Bondoso
Confiança em Jesus
Gozo Real
Larga o mundo!
Resgatado Com o Sangue de Cristo
Além do céu azul
Por que te aflinges?
Celebrai com Jubilo
Batalhão Quadrangular
Jesus me satisfaz (585)
O Rei da Glória
Deus Amou de Tal Maneira
Eu Te Louvo
A História da Cruz
Rasgou-se o Vél
Cristo é Meu
Liberto da Escravidão
União do Crente Com Seu Senhor
As Testemunhas de Jesus
Vem Te Entregar
Cristo, Meu Cristo
O Meu Jesus
Deus Nos Guarde No Seu Amor
As Promessas Que Não Falham
Sob As Asas de Deus
Láva-me Ó Deus
Abra Os Meus Olhos
Alegrai-vos, Ó Remidos
Guia Meus Passos
Meu Jesus Vem
Glória Indizivel
Mãos Ao Trabalho
Neste lugar
Quádruplo Amém
Tríplice Amém
Louvemos ao Senhor (693)
Em Glória Esplendente (514)
Cristo Pensa Em Mim
Deixa Penetrar A Luz
Grata Nova
Glória Ao Meu Jesus
Estarás Vigiando?
Um Caminho Santo
Quem Bate É Jesus Cristo
Pela Cruz Ao Céu Irei
Que farás de Jesus Cristo?
Fala do Amor de Cristo
Novo Canto de Louvor
Ó Vem Senhor e Habita
Seguir a Cristo
Um Coração Bondoso
Escuta, pobre pecador
Ó Vem Já
Outro Bem Não Acharei
Quero Te Servir
Vencendo Com o Bom Capitão
O Redentor
Breve Jesus Há de Vir (548)
Ao Ver a Cruz (540)
Precisamos de Jesus
Soldados de Cristo
Doce Lar
Adoração Reconhecida
Louvemos Ao Redentor!
O Bondoso Salvador
Inesgotável É Seu Amor
Deus Nos Quis Salvar
Meu Jesus, Meu Jesus
Ver-nos-emos
Na Minha Alma Reina Paz
Os Bem Aventurados
Jesus Virá do Céu
Somente a Ti
Cristo Voltará
Creio Eu Na Bíblia
Fogo Divino
Graça, Graça
Jesus No Jetsêmany
Gozo de Ter Salvação
Gloriosa Esperança
O Nome Soberano
Aceita o Perdão de Jesus
Caminho Brilhante
Em Breve, Vem!
O Estandarte da Verdade
O Lar da Glória
Deixai As Ilusões
Louvai a Deus
A Fé Dos Santos
Ali Quero Ir, e Tu?
Doce É Crer Em Cristo
Mui Perto Quero Estar
Oh! Tenho Gozo
O Espírito Diz: Vem
Peregrino Somos
Avançai, Fiéis
Na Jornada Para o Céu
A palavra da vida
Dai-me a Bíblia
História de Cristo
Hino da Independência
Ó Pai bondoso (574)
O Santo Nome (532)
Em Sua Graça (529)
Dize-o a Cristo
Jesus Vem Triunfante
Doce Nome
Venha a Jesus
Jesus À Porta do Coração
A Luz do Céu Raiou
Eu Vou Com Jesus
Jesus, Minha Força
Louvando Ao Nosso Criador
O Gozo de Estar Preparado
Vem a Cristo
Vida Abundante
Ide Por Todo o Mundo
Jesus No Monte da Ascenção
O Salvador Me Achou
Em Glória Virá
Crentes Avançai
Eis o Brasil Em Suas Mãos
Luz Após Trevas
Riquezas do Céu
Vitória Final
Dominador É Deus
Jesus Voltará
Mais Perto da Tua Cruz
Quem Quer Ir Com Cristo?
Caminhemos Na Luz
Paz, Luz e Amor
Salvo Estou
Vem Á Jesus, Ó Perdido
Em busca de Sião
Ja Nos Lavou
Louvor à Trindade
Ó acorda, desperta
O Céu, o Lar
Ó Jesus, Te Suplico
Vem a Mim Pecador
O Peregrino e a Glória
Vem a Teu Salvador
Olhando Para o Calvário
Salvo de Graça
Nós Somos Teus
Seja Forte
As palavras de Jesus Cristo
Pura, Sim, Mais Pura
A incomparável glória de Deus
A porta sou eu
Não Há Separação Na Glória
Vem o Passo Dar
Adoração
Despertar Para O Trabalho
Ó Cristão, Eia Avante
O Deus de Abrãao
Jesus Nosso Socorro
Ouve Sua Vóz
Só Dá Teu Fardo Á Jesus
Confiante Em Deus
Levar a Cruz
Louvarei Ao Meu Amado
Oração Dominical
Quando Jesus Aparecer
Teu Nome Precioso
Vem Sem Tardar!
O Espirito Consolador
Terra de Jesus
À Sombra do Meu Redentor
Queres Perdão?
Deus É o Mesmo
Guia-me Ó Salvador
O Aureo Dia
Ó Pastor Bendito
Sua Palavra Revelada
Mais Um Templo
O Lugar de Benção e Paz
Oh, Sim, Bem Sei
Se Em Teu Caminho
Se Tu Me Guias
Creio, Senhor
Espero em ti
Oh! Pai, o Santo Espírito
Paz Perfeita, sim, Busquei
Sempre Feliz
Conversaremos Ali no Céu
Eu Te Amo, Ó Deus
Cristo Cura, Sim!
Pensando Em Jesus
Vem Já, Pecador
O Senhor É Rei
Pronto a Salvar
Meu Forte Redentor
Eis o Dia a Declinar
Se Alguem Deseja
O Senhor Salva a Todo o Pecador
Ao Cálvario de Horror
O Amor do Criador
Sobre a Terra Vou Andando
O Cuidado da Alma
O Gozo Dos Santos
Ó Pecador Desalentado
Oh! Amor Bendito
Paz de Deus Em Jesus Encontrei
Vem, Ó Pródigo
Ha Um Amigo Mui Chegado
Escuta o Evangélho
É o Nosso Lar
Juntos Trabalhamos
Meu lar Jerusalém
Oração Pela Pátria
Tão Grato Me É Lembrar
Vidas Consagradas Ao Trabalho
Jesus, Ó Meigo Salvador
Quanto Anelo
Triunfo (606)
Estou Seguro
Ao Pensar Na Dor Crucial (539)
Buscai Primeiro
Crentes Cantai!
Um Canto Novo
Vem a Cristo
Cristo Chama O Pecador
Redentor Formoso
Ide Cegar
Cristo, Teu Santo Amor
Jesus, o Meigo Salvador
Jesus É Minha Paz
Longe de Deus
Ó Caro Salvador
O Descanço Em Jesus
Oh! Que Paz
O Sustento da Alma
Sinto Vida No Senhor
Perto do Meu Redentor
Jesus Cristo Bem Amado
Tem Compaixão do Pecador
Ao Pai Voltai
Careço de Jesus
Momento solene
Glória! Ao salvador
Plena Graça
Método de Deus
O Piloto
Por Nossa Pátrias Oramos
Assim como sou
Autor da Vida
Tu és meu
Juntos no Céu
Jeová é o teu Cavaleiro
Gozo e Vida Tenho
Fé É a Vitória
Cristo Comandante
A Graça de Nosso Senhor
O Evangelho
Cristo, Meu Redentor (543)
Tu, Senhor, és noss Amigo (538)
Jesus Salva
Bendita Luz
O Dom Celeste
Não Foi Com Ouro
O Convite de Cristo
Meus Irmãos, Nos Jubilemos
Sacerdotes do Senhor
Este Mundo Não Compreende
Nos Vogamos Nesta Nau
Abundância de Cristo
Bendito Cristo, Eis-me Aqui
É Meu o Céu
Não Tarda a Vir Jesus
Quero Jesus Tua luz
Em Meu Lugar
O Festim de Glória
Passando Está
Seguirei a Cristo
Contentamento
Neste Lenho Me Glorio
Quanto Almejo
Manhã da Ressurreição
Finda-se Minha Prisão
Vou Rumo Ao Meu Lar
Cristo Virá
Em Cristo Fruimos a Paz
Amemos o Senhor
Anseio Um Lugar de Amor
Fé Persistente
Ó Pai Eterno
Senhor, Os Mensageiros Seus

Rende o coração

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.