sexta-feira, 31 de outubro de 2014

ARQUEOLOGIA LOCAL ANTIGO DO TEMPLO DE SALOMÃO


                 LOCAL DO TEMPLO DE SALOMÃO
Arqueólogos encontram local da consagração de Salomão como rei.
 Foram 15 anos de escavação para achar a cidade bíblica de 3.800 anos em Israel
Uma das pesquisas arqueológicas mais complexas já realizadas em Israel resultou no descobrimento da chamada “Cidade da Primavera”. O local, famoso quando Davi e seu filho Salomão eram reis de Israel foi construída para salvar e proteger a água da cidade dos inimigos que tentavam dominá-la.
Ao mesmo tempo era usada para proteger os cidadãos que voltavam para suas casas após irem buscar água no local. O local é descrito no livro bíblico de Reis, sendo protegida pela fonte de Giom. Foi ali que Salomão foi ungido pelo sacerdote Zadoque como rei, por ordem de Davi, seu pai. O local foi escolhido pois Davi sabia que seus inimigos políticos tinham um plano para tomar a sucessão do reinado.
A escavação aconteceu na Cidade de Davi, no Parque Nacional de Davi, em Jerusalém. Foram necessários 15 anos de trabalho. O trabalho foi coordenado pelo professor Ronny Reich, da Universidade de Haifa, e Eli Shukrun, integrante da Autoridade de Antiguidades de Israel.
Eles acreditam que a Cidade da Primavera tem pelo menos 3800 anos, sendo a maior fortaleza cananeia que resistiu ao tempo. Também seria a maior fortaleza conhecida na região antes do reinado de Herodes, após a conquista romana.
A revelação da descoberta tem um significado duplo. O primeiro é científico, já que existe uma forte corrente dentro da arqueologia a qual afirma que Salomão nunca existiu, pois não há nenhum documento histórico que fale sobre ele além da Bíblia. A descoberta da Cidade da Primavera é a terceira nos últimos anos que comprova relatos bíblicos sobre partes da vida de Salomão.
A segundo á profética, pois a ideia de reconstrução do templo de Salomão, um antigo sonho dos judeus ortodoxos, é fortalecida toda vez que se mostra que os relatos bíblicos sobre ele são verdadeiros. Tanto judeus liberais quanto os muçulmanos que dominam o monte do Templo afirmam que jamais houve um templo naquele local construído por Salomão, pois não existem “comprovação arqueológica” disso.
Fonte: Gospel Prime / com informações Jerusalém Post


Fortaleza do Rei Davi foi encontrada, diz arqueólogo sobre o achado bíblico em Jerusalém  Cientista diz que grande fortaleza escavada pertenceu ao Rei Davi

Um arqueólogo israelense afirma que uma fortaleza escavada em Jerusalém foi conquistada pelo rei Davi há milhares de anos. Ele revela que a construção tem uma passagem de água como descrita no segundo livro do profeta Samuel.
Eli Shukron, que vem cavando na área há quase vinte anos, diz que o grande sítio é onde Davi conquistou Jerusalém (ISR).
"Esta é a cidadela do Rei Davi, esta é a fortaleza de Sião, e isso é o que o Rei Davi tomou dos jebuseus", disse Shukron à Associated Press. "Podemos comparar o sítio inteiro com a Bíblia perfeitamente", completa.
Shukron citou 2 Samuel 5:6-8, que descreve a chegada do Rei Davi em Jerusalém, como um exemplo.
"Eles achavam que Davi não conseguiria entrar”, lê-se na Nova Versão Internacional. "Mas, Davi conquistou a fortaleza de Sião, que veio a ser a cidade de Davi”, prossegue.
Naquele dia disse Davi: “Quem quiser vencer os jebuseus terá que utilizar a passagem de água para chegar àqueles cegos e aleijados, inimigos de Davi”.
A fortaleza que Shukron descobriu contém uma passagem de água que teria corrido para um tanque. Ele afirmou que nenhuma outra construção em Jerusalém se encaixa na "fortaleza de Sião", descrição dada na Bíblia.
Dois fragmentos de cerâmica foram encontrados na cidadela, que datam perto do reinado do Rei Davi – em torno do século 10 a.C.. Muitos mais fragmentos foram encontrados, que datam de cerca de 100 anos depois de seu reinado acabar.
No entanto, o ex-colaborador de Shukron, Ronny Reich discorda de suas conclusões.
"A conexão entre a arqueologia e a Bíblia tornou-se muito, muito problemática nos últimos anos", disse Reich à Associated Press.
Ele acredita que se a cidadela foi conquistada pelo rei Davi, mais fragmentos de cerâmica teriam sido encontrados.
No entanto, Shukron não tem dúvida alguma.
"Eu sei de cada pequena coisa na cidade de David. Eu não vi em nenhum outro lugar uma fortificação tão grande como esta", disse ele.

A escavação de 10 milhões de dólares, conhecida como o "Cidadela da Fonte", é uma atração turística popular em Jerusalém. Mais de 500.000 visitantes visitaram a Cidade de Davi no ano passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.